Ainda com vícios de Up&Down, EXID lança a pouco empolgante Hot Pink

EXID ganhou muito sucesso ano passado após Up&Down e a lendária fancam da Hani viralizarem na internet (Você pode imaginar a loucura dos coreanos vendo uma guria bonita dançando uma música sobre subir e descer né). E aí que o 2015 delas se resumiu em repetir a mesma fórmula (Coreografia fácil, LE comendo metade da música as always, divisão de linhas parecida, MVs bem coloridos, a única coisa que mudou foi, obviamente, o destaque pra Hani). Foi isso que aconteceu em Ah Yeah, e em menor escala no novo single do grupo, “Hot Pink”:

O MV com elas encarnando as frentistas sedutoras do mal está muito bom mesmo, mantendo toda aquela coisa colorida, bem filmada e de um cenário muito bem feito, deixando todo o visual desse lançamento incrível, EXCETO pela coreografia que está uma verdadeira bosta, com elas basicamente balançando a bunda por 3 minutos, mas como o MV nem mostrou coreografia direito acabou não afetando muito o resultado final.

Sem-Título-1

Mas a música (Que é o que sempre me importou) já é uma zona de conforto delas. Não tem nada de muito diferente em Hot Pink e nos singles anteriores delas (Algumas partes até me lembram Up & Down), o que me faz ver que Shinsadong Tiger já tem uma mesma fórmula para várias criações do grupo, e se por um lado é algo que não tem risco de afundar a popularidade (Afinal Hot Pink é claramente algo mais para fabricar dinheiro em cima do forte mercado digital que elas possuem hoje), por outro não ajuda EXID a disputar de verdade contra grupos do 1º escalão, deixando elas com o mesmo status de atos como 4minute e miss A, por exemplo, que são grupos populares mas sem um fandom sólido e possuem uma integrante popular acima da média (Hani/Hyuna/Suzy).

A música é boa, mas fica aquela sensação de “Faltou algo” para que pegasse. Esse “Pink Hot” não é tão chiclete como deveria ser, os elementos da música não são tão viciantes quanto nos outros releases, a 1ª metade da música é muito boa mas do nada ela ganha outro ritmo, ficou parecendo que faltou um 2º jogo de versos antes da bridge. Todos esses pequenos detalhes que acabam deixando aquela sensação de “Ué, só isso?”

Sem-Título-1

Deus abençoe LE apontando a mangueira dela pra você

Com um 2015 emulando tudo que deu certo em 2014, EXID já tem um nome popular e estável no mercado, e que agora só tem que torcer para os netizens não criarem uma polêmica pelo fato de uma delas não usar calcinha nas promoções ou algo do tipo. E a gente sabe que EXID pode ir além do que está lançando esse ano. A questão é saber se Shinsadong está realmente disposto a radicalizar ou largar essa fórmula que começa a ficar automática nelas. Hot Pink ainda vale a ouvida, mas já não posso garantir nada se lançarem uma outra versão de Up & Down ano que vem.

PS: Dê oportunidade para as outras 3 cantarem mais um pouco nas músicas, foi triste ver o negão do vídeo ter mais linhas nessa música do que metade delas aí.

Sem-Título-1

Não é só Rania que pode adicionar integrante negro no grupo, afinal

Anúncios

6 comments

      1. Por isso eu passo um pouco longe de SISTAR – os singles estão ainda no verão concept e as outras músicas do mini são….esquecíveis demais, mas eu não acho isso meio aplicável no EXID, pq os os dois mini-álbuns delas são bons. LE & R&B ❤

        Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s