As One mata o aegyo e agora tenta retrô pop sexy no novo single “Hey Ya!”

Eu já tinha falado sobre o grupo de Hong Kong As One lááááááá no início do blog, quando elas debutaram em solo coreano com mais uma proposta de plagiar os primórdios do SNSD como quase todo debut aegyo de 2015. Pois bem, depois de uma delas (Ng Sze Kai/Shin) participar do Produce 101 (E aparentemente teve ótima recepção por lá, mesmo não debutando), o grupo está de volta com “Hey Ya!”, e elas já mataram o aegyo para voltar com retrô sexy:

Ou seja, elas deixaram de plagiar o início de carreira do SNSD para plagiar o início de carreira do Secret. O que faz muito mais sentido já que, (nem tão) diferente de SNSD, Secret já está morto e enterrado e ninguém mais lembra que existe alguém que fazia grupo com a Hyosung. E embora não reconheça quem seja quem, acredito que a mina do Produce é essa de cabelo colorido né? Porque caramba, quanto screentime deram para essa garota.

Enfim, assim como Candy Ball, Hey Ya! também tem seus problemas de ser uma música inofensiva demais para lembrar no fim do dia. Deve ser porque os vícios que uma música de K-pop tem que ter por obrigação (Algum rap swag fodão depois do 2º refrão e/ou high notes sem razão no final da música e/ou refrão que se destaque muito na música) não se encontram aqui, e a música perde o brilho com vocais neutros demais e instrumental que não empolga como deveria. O MV também não é tão empolgante, com cenários que já remetem outros cenários que girlgroups flopadas como Rainbow, FIESTAR e até o próprio Secret já devem ter usado em algum momento, coreografia basicona e nada além disso.

Elas são bem bonitas, mas nada que me prenda a atenção e fale “Uau, vou assistir o MV só por elas deusas da beleza etc.”, e nem sou stan o suficiente para engolir qualquer coisa delas, então se a sorte ajudar e algum dia o k2nblog liberar download disso eu posso baixar e viciar depois de ouvir algumas 642 vezes forçando. Se As One quer mesmo acontecer em solo coreano, precisa aumentar 1 nota e pegar uns instrumentais com mais elementos e menos chatos, ainda mais agora que elas não podem voltar pro Aegyo na Coreia (Quase nenhum nome feminino tem passe para ficar transitando entre aegyo e sexy sem flopar forte na Coreia, imagina um grupo de Hong Kong).

A sorte é que a música ainda está acima da média para os releases de 2016 no K-pop (Para você ver a lama que 2016 se encontra para quem não é J-popper, com sorte as coisas melhoram daqui pra frente), então Hey Ya! pode até me ganhar pela falta de opção. Ah, e só para manter o espírito nostálgico relembrando quem já morreu na indístria (Afinal As One na Coreia se resume em se inspirar de debuts da década passada), Hey Ya! do OutKast é bem melhor, tá bom?!

Aliás, que fim levou OutKast?

Anúncios

One comment

  1. Eu achei super basicona, eca! Candy Ball>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>(…)>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Abismo>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Inferno>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Hey Ya!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s