Year End 70: As melhores faixas do Asian Pop em 2016 (Top 10)

Já se foram 60 músicas. 4 partes. Quase duas semanas. Eis que finalmente vamos ver quais foram as 10 músicas que fizeram 2016 valer a pena para mim (Talvez não para você). Será que Dal Shabet segurou firme o #1 desse ano ou Utada Hikaru simplesmente atravessou todo mundo com o álbum do ano?! E quais são as outras faixas do Top 10? Você descobre isso AGORA!

top-70

O grande êxito de Crayon Pop como grupo sempre foi a maneira fora da curva delas serem um girlgroup. Crayon Pop é uma grande tentativa de ser um grande viral, e se isso só vingou comercialmente em Bar Bar Bar, musicalmente tem várias gemas que funcionam justamente por serem faixas bem descompromissadas e divertidas, com a função de fazer você extravasar depois de um dia puxado. Esse é o único objetivo que vejo na existência de Doo Doom Chit, e esse objetivo é cumprido com vários méritos, e quem espera a nova sinfonia angelical de uma música com UM FUCKING MEME de tema está ouvindo o grupo errado. Acho genial Crayon Pop cumprir a função de alívio cômico para um K-pop cada vez mais engessado e sem erros, e é uma pena não surgir outro grupo para continuar com isso.

top-70

Pink Champagne deve ser o melhor single do E-Girls até aqui. O EDM da faixa é bem menos agressivo e mais classudo que o habitual do lado “COOL” delas, e que se torna sexy acompanhado do PV com as garotas seduzindo molhadas dentro de taças de champagne rosas (Com exceção de Dream Ami, que preferiu manter o penteado firme ao invés de despertar sua dançarina de boate de luxo interior). As músicas do E-Girls, no geral, tem elementos demais que acabam se atropelando entre si (Isso levando em conta que as músicas do E-Girls não são tão curtas assim), então entregar essa faixa mais limpa acabou sendo o principal acerto para funcionar comigo e ser o mais próximo de música ideal que algum capopeiro conseguirá ouvir de um grupo J-Idol, fazendo MELHOR que a sua farofa favorita do hanguk esse ano.

top-70

Mamamoo caminhava vagarosamente para se tornar uma Ailee dos girlgroups coreanos, com o potencial enorme sendo desperdiçado em músicas pouco inspiradas e muito esquecíveis existindo unicamente para jogar todo o orgasmo vocal delas no ouvinte… Até que elas me surgem com Decalcomanie e simplesmente viram o jogo para si colocando todo o orgasmo vocal em volta de uma música pop dramática o suficiente que acompanhasse isso. A melodia bem sóbria dos versos junto a seriedade em que as musas cantam/fazem rap eclodindo em um refrão eufórico e dramático foi o principal ponto para o qual Decalcomanie se distancia de todas as outras músicas do Mamamoo e se tornasse destaque como música e não somente pelo vocal das integrantes. Espero que Decalcomanie seja um início para Mamamoo finalmente valer a pena nas minhas playlists de K-pop.

top-70

Subliminal Diet foi o início da minha jornada de amor e devoção por charisma.com. Um EDMzão pesado de academia fazendo uma sátira com as dietas fumadas e malucas para se conseguir AQUELE CORPO IDEAL com inteligência e bom gosto em pleno Japão (Que já tem MUITO EXEMPLO ERRADO de luta contra o corpo padrão nessas músicas de boa intenção) já fazia de Subliminal Diet um destaque e tanto na Asian Pop, mas juntar isso a um PV icônico explicitando toda a ideia da música e mais um pouco deixa a coisa toda simplesmente GENIAL. Espero que tenhamos mais charisma.com em um futuro próximo…

top-70

O ano do FEMM pareceu fraco se comparado ao apocalíptico 2014 delas, mas elas se mantiveram imbatíveis com seus farofões yoki de alta qualidade e produção, revivendo a década passada na qual as baladas só se resumiam a isso. Neon Twillight tem exatamente essa descrição e não tem a intenção de reinventar a roda (Assim como qualquer outra música do FEMM), mas tudo em volta de FEMM faz ela ser icônicas. O conceito, o visual, o baixo orçamento, a dedicação, é impressionante como elas fazem tudo funcionar e até músicas mais fraquinhas do catálogo delas se tornam absurdamente boas. Só ficou faltando um motherfucking jam feito Fxxk Boyz Get Money, mas não tenho muito do que reclamar aqui né.

top-70

Muito antes do House e suas variações se tornarem obrigatórios em 2016 eu já acompanhava Clazziquai Project fazendo isso quando era apenas um gênero pedante para músicas de fundo, então não fiquem chocados com o passe livre que estou dando para #Curious garantir uma QUINTA POSIÇÃO enquanto outras faixas do gênero passaram batido por aqui. O que me conquista nessa faixa em específico é a serenidade na qual ela é feita, como se fosse fácil para eles fazer uma música tão gostosa quanto #Curious é. Não tem esforço nenhum tanto nos vocais quanto na produção, e ficou uma faixa leve e relaxante, no qual ganha muitos pontos pelo fator biased e, claro, pelas várias louças já lavadas ao som disso.

top-70

A música Cosmic Explorer é um bom resumo do que o álbum Cosmic Explorer é: Música futurista com vocais processadíssimos em cima e bastante sintetizador para criar uma harmonia na coisa toda. A ideia parece absurda, mas funciona. E quando ideias absurdas funcionam na música pop, automaticamente algo incrível surge. A música Cosmic Explorer é uma das coisas mais únicas da música em geral tempos, sendo literalmente uma experiência única para o ouvinte, e provavelmente uma das razões pela qual a Rolling Stones deu uma foda para elas listando o álbum entre os 20 melhores álbuns pop de 2016.

top-70

O reggae de Why So Lonely é maravilhoso, mas a principal música do Wonder Girls esse ano, para mim, foi To The Beautiful You. A vibe anos 70 é deslumbrante, a produção é incrível, os vocais estão no ponto e combinando com a faixa, e tudo empacotado num alto fator de replay que a faixa possui. Tudo que Wonder Girls sabe fazer de melhor, só que como banda, e com anos 70 de tema ao invés dos anos 80 do Reboot. O grupo passeia muito fácil pelas décadas e entrega sonoridades incríveis para quem as ouve, deixando sua marca no que é retrô. Já estou no aguardo das comemorações de 10 anos do grupo.

top-70

Quem esperava que até Utada Hikaru iria apostar em Dancehall em 2016?! Ainda mais ABRINDO UM ÁLBUM como Fantôme?! A sonoridade de Michi e o contraste que tem com a letra dela falando sobre a perda da mãe e a dor de se sentir sozinha no luto é algo que, quando você percebe, te intriga. Talvez seja essa a razão de Michi funcionar tão bem com todo mundo, já que Utada simplesmente FUGIU DO ÓBVIO em duas vertentes: Ela entregou uma música pesada demais para o Dancehall, e uma música leve demais para uma temática como o luto. É uma jogada inesperada e inteligente, e para quem passou longe de fazer um álbum de estúdio por 8 anos, Utada está bastante ligada no que pode surpreender o público que já a amaria mesmo se ela viesse com o basicão.

top-70

Qualquer uma das faixas do Top 3 poderiam aparecer no #1 desse Top 70, mas há duas razões principais para Someone Like U entrar no Topo: Em algum canto Someone Like U tinha que pegar #1 esse ano, e a faixa estar vivíssima no topo da minha playlist desde 5 DE JANEIRO, completando 1 ano na semana que vem. O ano pode ter derrapado muito no geral, o que ajudou Dal Shabet a sobreviver em muitas playlists, mas honestamente, o Pop 80’s AINDA FUNCIONA e Brave Brothers ACERTOU EM CHEIO com essa faixa aqui. E é a única chance de vermos SERRI SENDO A RAPPER DA NOSSA GERAÇÃO com seu rap sem ritmo nenhum e que só funciona pelo choque mesmo, valeu a pena.

E aí, curtiram o Year End 70? Alguma injustiçada não apareceu por aqui? Quantas músicas você não conhecia e acabou gostando por aqui? 2016 ainda valeu a pena? E quais foram as suas faixas preferidas de 2016? Deixa aí nos comentários toda a experiência que foi acompanhar esse top. Ainda rolaram algumas coisas relevantes para serem comentadas nesses últimos dias do ano (Como o o comeback de Uhm Jung Hwa, por exemplo), então o ano AINDA NÃO ACABOU, só o top 70 mesmo.

Anúncios

19 comments

  1. Doo Doom Chit só não me conquistou completamente por conta do refrão que, comigo, quebrou todo esse clima divertido que a faixa tava trazendo. Mas era esperado aparecer aqui no teu TOP 10 xD.

    Fiquei surpreso com Decalcomanie e To The Beautiful You tão alto, por mais que eu ache as duas bem boas. Não esperava que tu tinha gostado tanto das duas.

    Não conhecia esse Clazzzidiiqrw8i Projeto, e já adorei a música. Irei tratar de baixar e ouvir ela arduamente.

    E rapaz, eu jurava que tu ia deixar uma música de Utada em primeiro lugar. Mas teu amor por Someone Like U justifica isso não ter acontecido. xD

    Liked by 1 person

  2. aff o rap da Serri é maravilhoso mesmo ❤ acho que foi o meu favorito do ano. DÁ O SHABETE HWAITING!!1!!1!!
    Achei o top todo bem bom, só não entendi Pink Champagne e To The Beautiful You tão altos hahahahahahah mas é aquele ditado: seu blog suas regras

    Liked by 1 person

  3. PORRA MOLEQUE ME ABRAÇA SEU LINDO VEMK

    Eu dei um berro aqui com “To The Beautiful You” em FUCKING TERCEIRO LUGAR. Eu amo essa música, mas totalmente não esperava que ela pegasse um top 3 aqui. E também to chocado que mais alguém no mundo gostou mais dela que de “Why So Lonely”.

    #DougieDonoDaBlogosfera #DougieBias

    Liked by 1 person

  4. Eu previ esse primeiro lugar 😆
    Uma coisa me surpreendeu na lista foi vc lembrar de To The Beautiful You, porque poucos falavam dela, e vc trouxe ela para a lista final. A sua lista ta bem bacana e me apresentou muitas musicas desconhecidas 😃 e Boas Festas ❤

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s