Eu ainda não sei se “Singing In The Rain” é melhor que “Eclipse”, mas JinSoul garantiu mais um solo interessante a favor do LOONA

Depois que LOONA passou da fase adolescente fofa de suas primeiras integrantes, as coisas parecem ter engrenado para o grupo com Kim Lip entregando o R&Bzão sensual “Eclipse” no mês passado (Sendo o solo mais visto do grupo desde o 1º solo com a HeeJin), e agora tivemos a nova garota do mês JinSoul, no mínimo, mantendo a boa fase dos solos do LOONA com “Singing In The Rain”:

Num primeiro momento, JinSoul começa a cantar na chuva em cima de um instrumental mais progressivo e agitado, com elementos mais rítmicos e batidas mais rápidas, e essas batidas vão ficando mais intensas até chegar no refrão e a música explode em um EDM sólido e mais mixado enquanto JinSoul repete “Singing In The Rain” diversas vezes. Numa análise mais lírica da coisa, “Singing In The Rain” é uma continuação de “Eclipse”, onde ambas desenvolvem um relacionamento sexual, na qual a sonoridade de Kim Lip cumpre com a 1ª metade do relacionamento, desde o momento da sedução até o início da relação e todas as preliminares, e JinSoul já entra na 2ª metade, que vai desde a penetração até a explosão no orgasmo do refrão, sendo o ápice do prazer. Uma faixa acaba complementando a outra.

O vídeo segue a linha aesthetic de Kim Lip (E todos os outros solos, basicamente, mas numa linha mais semelhante a Eclipse) com um foco na performance de JinSoul. Ele de fato é uma versão paralela à Kim Lip, desde a interação com o ambiente até o esquema de cores e a coreografia, tudo me parece um lado alternativo de Eclipse, onde o mundo tem pouca luz e é azul escuro. Uma jogada inteligente para solidificar as diferenças visuais das integrantes dentro da futura unit, mas mantendo a essência sensual e madura que as diferenciam do LOONA 1/3. Então ambos funcionam do mesmo jeito em sua base, e as diferenças de execução não interferem no produto final. Ficou bom em Kim Lip, ficou bom em JinSoul.

  GIF

Eu ainda não me decidi se eu prefiro Singing In The Rain ou Eclipse. Enquanto Singing In The Rain é mais efetiva e forte em seu som, sendo uma farofa de pretensões mais icônicas que a coisa mais íntima de Kim Lip, “Eclipse” soa mais redonda e funciona comigo como um todo, enquanto Singing In The Rain tem bons versos e refrão separados, mas que juntos meio que não faz comigo o que se propõe a fazer. Não acho nada de errado em questão de qualidade, mas o refrão não explode de um jeito que me dá um ápice a sensação de prazer incontrolável dos versos, apesar da intenção ser certeira. Enfim, isso é mais comigo, e de resto não tenho nada do que reclamar.

 

Anúncios

6 comments

  1. “Numa análise mais lírica da coisa, “Singing In The Rain” é uma continuação de “Eclipse”, onde ambas desenvolvem um relacionamento sexual, na qual a sonoridade de Kim Lip cumpre com a 1ª metade do relacionamento, desde o momento da sedução até o início da relação e todas as preliminares, e JinSoul já entra na 2ª metade, que vai desde a penetração até a explosão no orgasmo do refrão, sendo o ápice do prazer. Uma faixa acaba complementando a outra.”
    Dougie eu acho que em todo o meu tempo de pseudo-ghost follow (falo quando dá né) eu nunca vi um parágrafo tão subjetivo, bem escrito, dalla cor- quero dizer efetivo linguísticamente vindo de ti quando esse :0
    Btw como performista Jinsoul (os carões dela são incríveis), como bias KimLip (ela é relatable fazer oq) já como música realmente tá difícil

    Liked by 1 person

  2. O refrão é a parte menos daora da música mesm, mas os pontos altos da música me fazem gostar mais dela do que de Eculipsu, sendo eles:

    1) A segunda voz mais aguda que aparece no segundo verso
    2) Os sons da drum machine, principalmente o patch do bumbo, tão lindos ❤
    3) O drop antes de todos os refrões
    4) A voz distorcida no rap (meu desu que coisa maravilhosa).

    Liked by 1 person

  3. A comparação com de Eclipe e Singing in the Rain com a relação sexual foi muito brisada e faz muito sentido ❤ Amei… Agora é esperar a garota de Julho com o verde/amarelo e um animal da terra (Kim Lip é coruja – ar – e Jinsoul é peixe – água) falando sobre o afterwards da relação… A única dúvida que fica é como eles vão lançar coisas com todas as doze garotas em algo que combine com todo mundo?? o.0' (lembrando que temos uma garotinha aegyo de 14 anos – aquela de janeiro – no mesmo grupo que essas duas…) Dá até medo kkkk

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s