“Hola Hola” é a melhor música do KARD até hoje… Ou a 1ª música deles que realmente gosto, não sei

Depois de 3 buzz singles, vários shows mundo afora e meia hora de humilhação em rede nacional, KARD finalmente fez o seu debut com “Hola Hola”. Tudo bem que a diferença de “Hola Hola” para as pré-releases do grupo é que só Hola Hola foi promovida a debut oficial ao invés de ficar como pré-release, mas eu vou enxergar isso de uma forma positiva dessa vez e falar que isso só ajuda com a consolidação da identidade sonora do grupo:

Quando essa onda de Tropical House morrer no ano que vem e só KARD estiver fazendo isso as coisas devem ficar mais fáceis para eles (No momento o povão tá meio cansado disso), e considerando as limitações que o próprio subgênero possui, “Hola Hola” até soa diferente (Não muito) do que eles lançaram até então. E com isso foi a 1ª faixa que eu consigo memorizar alguma coisa deles, como a mudança de instrumental sutil do final da faixa, o “rap” da Jiwoo depois do 1º refrão junto a um espacate no MV, até o refrão soa mais memorável por ser basicamente os “Olá olá” que eles soltam. “Hola Hola” acaba sendo menos óbvia do que eu esperava que fosse, e foi surpreendente até certo ponto (Depois da 4ª ouvida já meio que whatever pra tudo isso e só estava “Ah, legal, curti”).

Já o MV, pra mim, é o grande acerto desse debut, no qual eles FINALMENTE fizeram algo que combine com TROPICAL house.

  GIF

  GIF

Nada contra os galpões escuros, estúdios fechados e paletas de cores mais sombrias que eles usaram como identidade visual dos MVs anteriores, mas o clima mais amistoso de BFFs, as tomadas externas de dias ensolarados e até o visual mais leve e colorido do grupo combinam mais com esse som. O MV se desenvolve de forma bastante linear com a música de fundo, e um acaba complementando o outro, o que acaba melhorando a qualidade de ambos.

  GIF

“Hola Hola” é uma ótima faixa, mas nada que seja tão diferente assim do que eles já lançaram aqui, o que me deixa na dúvida se a faixa é ótima mesmo ou se todas as faixas são boas mas Hola Hola é a única que colou comigo (Acho Rumor chata e Oh Nana/Don’t Recall dois grandes OK). Mas acho que eu finalmente aceitei calmamente toda a proposta do grupo para achar Hola Hola um acerto na vida deles logo de cara, e quem sabe passe a aceitar as outras músicas também, além de “Hola Hola” ser um redirecionamento ainda maior na fanbase ocidental (A Coreia continua ignorando a existência do grupo e deve ficar assim por um bom tempo), pois assim, eu não sei o quanto eles e a DSP estão ganhando com toda essa divulgação de KARD aqui pelos nossos lados, mas deve ser mais que os outros atos da empresa, né. (Sem dúvida devem estar melhores que APRIL). E ainda dá tempo de salvar a vida da Youngji socando ela nesse grupo ao invés de… Bom, ser esquecida lentamente com seja lá o que ela estiver fazendo.

Anúncios

10 comments

  1. Eu não sei diferenciar uma musica da outra, tirando o escapate dessa, pra mim todas as coreografias são iguais. Vai ver que nem é, mas fato que nada delas prendeu minha atenção, então pra mim não vejo diferença entre os comebacks. -mas pelo menos esse mv eu vi até o fim -q

    Liked by 1 person

  2. “Youngji socando ela nesse grupo ao invés de… Bom, ser esquecida lentamente com seja lá o que ela estiver fazendo”
    Estaria Youngji (♥) atuando…? Fazendo participação especial em programas de auditório de domingo a tarde (já que o termo “Raul Gil’s da vida” não é mais politicamente correto)?Ou apenas existindo?

    Liked by 1 person

  3. Eu achei Hola Hola bem legalzinha e o MV é bom também, então não vai mudar a minha vida, mas é algo que eu vá ouvir até o começo das aulas.
    O que me deixa mais feliz é que mesmo que não esteja indo bem nos charts, os coreanos parecem ter simpatizado com o grupo. Óbvio que não os apoiam tanto quanto o público internacional, mas eles gostaram dos integrantes e da música de debut, assim como as que vieram antes.

    Liked by 1 person

  4. “Quando essa onda de Tropical House morrer no ano que vem e só KARD estiver fazendo isso as coisas devem ficar mais fáceis para eles”

    Sintetizou em uma linha e meia o que eu ia explicar em dois parágrafos, obrigada Dougie!

    Liked by 1 person

  5. Realmente a proposta parece ser mesmo consolidar o estilo que tiveram os outros lancamentos, inclusive com partes das musicas anteriores na coreografia e musica. Alguem sabe se os singles eram so digital ou tinha versao fisica tbm? Pergunto pq lancaram todos os singles anteriores nesse mini, ineditas mesmo so a titulo e umas duas outras musicas.
    Duvida irrelevante: como vao encaixar o grupo nas premiacoes de fim de ano sendo que as categorias sao sempre divididas entre masculino e feminino?

    Liked by 1 person

    1. Acho que lançaram a versão física só em eventos mesmo. Você acha os físicos em sites de revenda tipo eBay mas no yesasia só tem o mini-álbum.

      Na época do AKMU o MAMA só unificou a categoria de rookie (Acho que o GDA fez o mesmo tbm), devem fazer a mesma coisa com o KARD.

      Gostar

  6. Eu acabei gostando deles (até porque ressuscitar a ideia de grupo co-ed foi bem legal), e curti muito o clipe dessa música, mas Don’t Recall pra mim foi melhor… O problema: se eles se aterem muito nesse negócio de identidade sonora, vai chegar uma hora que tudo vai meio que parecer igual e o povo vai cansar… Vai que o sucesso aqui faz eles fazerem um debut internacional cantando em português lá pra 2019/2020?? kkkkk

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s