Mais um pacotão de comentários com Perfume, Weki Meki, Flower e um monte de oppas para vocês

Mais um pacotão no ar, com 13 faixas lançadas recentemente e alguns comentários rápidos desse que vos fala, seja por não render um post completo, ou seja por não estar muito afim de me estender muito com essas faixas mesmo. No pacotão de hoje temos: Juniel, Weki Meki, FLOWER, Nakata lançando coisa para o Perfume e para o próprio nome, alguma guria de algum super grupo chinês e uma porrada de boygroups desses dias, além do solo do ex-Produce 101, ex-1PUNCH e ex-Seventeen Samuel. Here we go!

JUNIEL – Last Carnival

Minha bebê Juniel está de volta já aceitando que música para chart é coisa do passado e agora é hora de trabalhar a cantora indie que existe em todo coreano classe média. Pessoalmente não é das minhas faixas favoritas, mas a faixa é muito gostosa especialmente pelo jeito bem sóbrio dela cantar, e isso deve crescer em mim por diversos fatores. “Last Carnival” é uma boa para quem curte a cantora, quem curte K-indie e quem curte Clazziquai Project, pois Last Carnival é quase que uma album track dos últimos álbuns do trio. A letra sobre relacionamento abusivo é um plus muito bom.

WEKI MEKI – I Don’t Like Your Girlfriend

Eu não tenho uma opinião formada sobre isso. Por um lado elas cumpriram com o fato de fazerem algo mais inédito no cenário, já que isso está longe tanto do aegyo virginal do GFRIEND quanto do aegyo adolescente do TWICE, mas por outro lado a música é uma completa bagunça onde eu não sei o que realmente estou ouvindo. Mistura demais, efetividade de menos, mas o que esperar de um grupo chamado WEKI MEKI né?! Boa sorte na próxima.

WANNA ONE – Energetic

Não sei se é por conta do meu hype baixo para esse grupo, mas achei a música bem nada demais. Obviamente isso está bem melhor que o debut da versão feminina no ano passado, mas sei lá, é só uma farofa cool no meio de tantas outras farofas cool, sem nada de muito relevante no meio da faixa. Não me deu vontade de ouvir de novo não, mas deve ser pelo fato do santo não ter batido mesmo.

THE ROSE – Sorry

Essa banda chegou a ser “”””bem comentada”””” dentro da fanbase e acho que até recomendaram para eu ouvir lá no twitter (Já foram 300 notificações desde então, desculpa por não conseguir lembrar da @ que postou isso pra mim), mas é outra música que não muda a vida de muita gente não, em alguns momentos soando como alguma album track da Taeyeon, inclusive. Só que diferente de Wanna One, essa “Sorry” bateu comigo e me deu vontade de ouvir mais vezes até (Isso deve ser música sofrida de gente traída, o que funciona comigo), e acaba que eu curti bem mais do que achei que achava que ia aproveitar. Bom debut.

N.FLYING – The Real

Outra banda que funcionou comigo esses dias foi N.Flying, mas por 3 motivos: A música ser uma faixa do CNBLUE melhor que o que o próprio CNBLUE vem lançando, o MV bem toscão e besta com eles sabendo disso e sendo bem toscões e bestas, e o mais importante: JANG MOONBOK FAZENDO PONTA COMO A SEREIA DOS SONHOS DO POVÃO. Acabou que não tem como eu não amar isso.

SAMUEL – Sixteen

Na 1ª vez que ouvi isso aí eu fiquei meio que “Ah, ok”. Na 2ª vez era “Isso está legal até, me divertiu”. Na 3ª vez já estava na vibe da música curtindo enquanto lavava uma louça. Hoje se tornou o meu mais novo vício da semana. É tudo meio tosco e sem pretensão, o que acaba me desarmando e me fazendo curtir a coisa toda… e isso se estende para o álbum, que não tenta ser a nova reinvenção em forma de debut mas a coisa toda é bem agradável. É como se Samuel fosse a minha Natsume Mito desse ano, e considerando que não há muitos solistas coreanos investindo em música pop (Alguém lembra o último que tentou algo assim sem ser integrante de boygroup?), espero que a carreira dele de Justin Bieber coreano acabe vingando em algum momento. Merece pela persistência.

PS: Esse rosto dele é meio novo demais para já terem metido a faca no coitado. Ficou meio perturbador q

WINNER – Love Me Love Me / Island

Já dá pra considerar que o Winner banda de garagem está oficialmente morto e eles agora são mais um boygroup pop gerenciado pela YG a essa altura, né? Love Me Love Me e Island são mais dois tropical house deles, e é meio bizarro a YG estar seguindo tendências ao invés de inventar a própria, como de costume. Para azar deles as duas faixas são inferiores a Really Really, a razão deles estarem seguindo com o tropical house para esse single, e não fazem muito favor pra mim não.

FLOWER – Taiyou no Elegy

Dá pra considerar elas sofrendo artisticamente na praia em cima de um pop orquestrado como single de verão? Se der, já é fácil o melhor single de verão da temporada. De qualquer forma, esse está sendo um bom ano do FLOWER comigo, pois eu não gostava de nada delas até então e já curti muito os dois singles que elas lançaram em 2017. Parabéns Reina, seus planos de sabotar as vocalistas para se tornar a única intérprete do grupo estão tendo efeitos positivos comigo (Mas não mate o E-Girls, plmdds mulher).

PERFUME – If You Wanna

~RADIO RIP ESPERTO NO TUMBLR~

If You Wanna já tem dois pontos positivos por não ser a porcaria motivacional que nunca funciona vindo delas e por ser bem melhor com Tokyo Girl. A música soa meio que vazia demais para funciona, mas só de Nakata ter a decência de ter largado o EDM-Country por dois segundos já dá uma esperança de que o mundo irá melhorar e Perfume continuará sendo um ato good, hot, fresh e fly de acompanhar. A má notícia é que não consta na tracklist dos DVDs um PV para a faixa, deixando sérias dúvidas se isso de fato vai ganhar um vídeo. A boa é que teremos um PV para Everyday, o que parece mais promissor.

Yasutaka Nakata – Love Don’t Lie (feat. ROSII)

~AUDIOZÃO ILEGAL TAMBÉM NO TUMBLR~

Falando em Nakata, o próprio lançou esses dias o hino oficial do Ultra Music Festival desse ano, “Love Don’t Lie”, enquanto que Continue segue esquecida no churrasco das ex-AKB48. Já tem tanta prévia de músicas do Nakata na internet dá para ter quase que certeza que ele vai lançar um álbum sem Toshiko em algum momento próximo… e que ele será tão esquecível quanto Love Don’t Lie, pelo jeito.

He Jie Ling – The Other Me

Para terminar, aparentemente a China tem seu próprio grupo rival de AKB48, o 1931 Girls Idol Group, e botaram essa guria aí para lançar um solo. Fui ouvir como quem não quer nada e acabei chocado no quão bom esse Chillstep ficou (É Chillstep isso aí né?) e no quão mística ficou a interpretação e o timbre dela na música (Mesmo que no MV essa interpretação esteja meio mórbida). É como entrar nesses canais de música eletrônica no YouTube e achar uma pérola completamente nichada no meio, além do MV jogar na cara o orçamento e riqueza habitual que um MV chinês pode ter. Tudo muito lindo, amei demais.

Anúncios

13 comments

  1. Achei a musica do N.Flying bem qualquer coisa e o rap bem desnecessario, mas pelo menos o MV foi divertido. Mais disso e menos MV de historia conceitual sem sentido, por favor, obrigado. Pena que JMB so aparece no final.
    Eu gostei das musicas do Winner, o que eh uma surpresa pra mim, principalmente de Island. O MV acompanha bem a musica.
    A musica do Flower eh agradavel, mas eu to confusa. Ela nao iam lancar musicas mais pop rock depois da repaginada?

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s