Red Velvet

COMPARANDO ÁLBUNS #10: The Red x Perfect Velvet

Mais um Comparando Álbuns no ar, dessa vez botando os dois álbuns do Red Velvet pra jogo nesse fight. Qual o melhor dos dois full albuns do grupo até o momento? The Red? Perfect Velvet? Isso você confere agora!

ezgif.gif

(mais…)

Anúncios

“O Red Velvet Perfeito” foi lançado. O visual compensa (e muito) a chatice que foi ouvir “Bad Boy”.

Red Velvet está de volta com “The Perfect Red Velvet”, 1º relançamento do grupo dando continuidade ao 2º álbum delas, o bem sucedido Perfect Velvet. Depois de um 2017 muito bom pra elas e os teasers desse relançamento estarem incríveis de se ver, é claro que o hype desse relançamento estava lá no alto, né. Pois bem, depois de tudo isso chegamos ao lançamento de “Bad Boy”, e eu tenho quase certeza que isso cairia bem dando continuidade ao Opinião Impopular aqui do blog, pois olha, isso não colou comigo não hein:

(mais…)

Red Velvet finalmente acerta com aquela ideia de juntar os lados Red e Velvet com “Peek-A-Boo”

Red Velvet já está de volta com o seu TERCEIRO LANÇAMENTO no ano. Ou a SM está putassa por elas mal venderem mais álbuns do que f(x) na época que elas ainda lançavam algo ou então elas são dispostas a gravarem álbum em todo período mesmo, pois chega a ser chocante o esforço por parte da SM em promover o grupo. Mas enfim, vamos ver o que elas têm a oferecer com o mais novo comeback “Peek-A-Boo”:

(mais…)

Red Velvet volta aos trilhos com o batidão frutífero de verão “Red Flavor”

Tem quem curta o ainda novo lado Red Velvet, mas a real é que comigo as coisas não foram tão efetivas assim (Russian Roulette demorou muito pra acontecer comigo e Rookie… Bom, eu finjo que nunca existiu). Não é como se eu tivesse desistido de Red Velvet, mas estava bem desaminado pelo novo comeback do grupo (Principalmente pela SM já socando apropriação cultural em cima de seu boygroup que está pra ofuscá-las semana que vem). Mas “Red Flavor” chegou e é ótima:

(mais…)

TAG — O definitivo ranking de girlbands coreanas (Segundo esse blog)

Olha eu de blogueirinho conceitual seguindo tendências e respondendo TAGs. Quem diria né? Pois é, aparentemente o Igor do Esquadrão Lunático e o Adriano do The Misconceptions Of Me fizeram bastante sexo e depois criaram uma tag com o intuito de mostrar para os leitores O DEFINITIVO RANKING DE GIRLBANDS COREANAS de acordo com OPINIÕES PESSOAIS DE BLOGUEIROS COM PROBLEMAS DE PERSONALIDADE. Quando eu vi isso e o Adriano me marcando para fazer isso eu pensei “YASS BITCH” (Parabéns W FACE por colocar YAS BITCH no meu vocabulário) então cá estou eu aderindo a isso.

Ah, como isso funciona, aliás: Eu vou montar um ranking nos moldes do lendário ranking da Sports Chosun de popularidade de girlgroups, que não dá as caras desde 2015 com a polêmica aclamação ao SISTAR na parede inquebrável. O objetivo é fazer a mesma coisa só que, ao invés de popularidade em si, o ranking será moldado através de gosto pessoal. Estão prontos então para verem TWICE, 2NE1 e SNSD nas linhas baixas atrás de INCRÍVEIS FLOPADAS? Vamos lá então *O*.

(mais…)

Os espaços que alguns grupos dessa atual geração K-pop ocupam ou poderão ocupar dentro da indústria

Com a antiga geração se desfazendo aos poucos e uma nova geração emergindo, muitos fazem aquelas discussões de quem possa vir a substituir quem na indústria e que sempre acabam em barraco. Isso inclusive foi sugestão de pauta para esse blog aqui, e acabei achando interessante fazer algum post sobre mesmo sabendo das consequências que isso possa trazer. Então esse post traz a minha opinião sobre a atual situação de alguns grupos dessa geração e quais são suas posições e status dentro da indústria atual.

É importante ressaltar que: As comparações feitas aqui não são necessariamente comparando músicas de grupos ou falando que um grupo vai substituir o outro de fato e a fanbase que aceite isso. O que eu tentei fazer aqui foi encaixar os grupos com o status que eles possuem na indústria atual (Isso considerando uma série de fatores como popularidade, impacto, vendas, charts, imagem e também música) e pegando seus representantes da geração anterior para fazer uma aproximação e ter uma referência. Não peguem isso como verdade absoluta e nem venham falar que “grupo X não pode ser substituído por ninguém” ou que “cada grupo é singular e, portanto, não devia haver comparações entre eles”, porque não foi nesse sentido destrutivo da coisa que eu fiz isso aqui. E, obviamente, não sou um profissional da indústria K-pop ou da música, então o que eu falo aqui é tudo na base de opinião pessoal com algumas pesquisas, vocês estão livres para discordar de tudo que eu falei, afinal, seremos apenas pessoas conversando e discutindo saudavelmente um assunto, certo? Bom, recadinhos dados, voltamos ao post.

(mais…)